Confiança é antifrágil

A confiança é um ingrediente fundamental de qualquer relacionamento bem-sucedido. Talvez por causa dessa qualidade fundamental, as pessoas tendem a pensar na confiança como um estado aspiracional de robustez inabalável, mas, na realidade, a confiança é meio que uma "bagunça". Ela será colocada à prova, na maioria das vezes de maneiras não intencionais. Então, se você esperar demais para o lado da robustez, rapidamente se encontrará em um estado em que não confia em ninguém e se priva de conexão humana e autenticidade.

Talvez o "estado alvo" da confiança seja um sistema antifrágil? Para fins de definição:

"Algumas coisas se beneficiam de choques; elas prosperam e crescem quando expostas à volatilidade, aleatoriedade, desordem e estressores e adoram aventura, risco e incerteza. No entanto, apesar da onipresença do fenômeno, não há nenhuma palavra para o exato oposto de frágil. Vamos chamá-lo de antifrágil. A antifragilidade está além da resiliência ou robustez. O resiliente resiste aos choques e permanece o mesmo; o antifrágil melhora."

Nassim Nicholas Taleb

É improvável que alguém construa confiança por meio da volatilidade, aleatoriedade, desordem e estressores. Provavelmente o oposto funcionará melhor para construí-lo. Você também não quer infligir tais fenômenos em nenhum relacionamento intencionalmente. No entanto, é ingênuo pensar que é evitável.

Com a confiança estabelecida, relacionamentos genuinamente confiáveis ficam mais fortes e melhores diante de adversidades inesperadas. Portanto, confiança é antifrágil.

Gostou deste post? Compartilhe: email/linkedin/twitter/whatsapp